©2018 by C Model.

MODELO

#CHANGEMODEL

MANIFESTO POR

UM MODELO COMPLETO

A SEPARAÇÃO DEVE SER SUPERADA.

O momento exige integrar e reconhecer o conjunto, muito mais do que as partes. Precisamos trabalhar de maneira articulada e ter um olhar mais crítico e menos romântico para não cair na armadilha para a qual caminha o campo de negócios de impacto social.


Duas ferramentas extremamente eficientes têm sido utilizadas para modelar negócios de impacto social: o Business Model Canvas e a Teoria de Mudança. Porém, prevalece um olhar isolado que, ora atenta para o desenho do negócio, ora para a cadeia de resultados.


Essa separação não é mais possível. Negócios de impacto socioambiental não são isso ou aquilo, são ambos. Assim, advogamos pelo Modelo de Negócio e Teoria de Mudança, trabalhados em concomitância, a formar um modelo completo – o Modelo C. Completo, compreensível, colaborativo, constante e de conteúdo vivo.


O Modelo C respeita, valoriza e se nutre das duas abordagens, porém, com o grande diferencial de integrá-las. Assim, unificando aquilo que é indissociável. Que este modelo, uma abordagem e não apenas uma ferramenta, contribua para amadurecer negócios de impacto mais sustentáveis e efetivos em sua capacidade de transformação da sociedade.

Faça o download do guia gratuitamente

PARA QUÊ, PARA QUEM E QUANDO UTILIZAR ESTE GUIA

PARA QUE SERVE

  1. Para apoiar a criação de negócios que integrem efetivamente o modelo de negócio com a cadeia de geração de impacto social.
     

  2. Para que negócios de impacto sejam mais robustos e sustentáveis.
     

  3. Para problematizar, provocar e inquietar empreendedores sobre a forma como concebem os negócios que lideram.
     

  4. Para alinhar times de negócios de impacto ao redor de seu propósito e modelo de negócio.
     

  5. Para criar possibilidades de uma comunicação clara sobre a narrativa integral do negócio.

  • Quem empreende um negócio de impacto – Empreendedores.
     

  • Quem busca reinventar sua organização – Organizações em transição para a lógica de negócio de impacto.
     

  • Quem assessora negócios de impacto – Aceleradoras e incubadoras.
     

  • Quem financia negócios de impacto – Investidores de impacto, etc.
     

  • Quem ensina a temática – Professores universitários.
     

  • Quem fomenta o campo de negócios de impacto –

    Organizações de fomento.
     

  • Quem promove processos de mudanças socioambientais –

    Lideranças sociais.

PARA QUEM É

  • Em qualquer momento da vida de um negócio de impacto – da ideia à escala –, por ser uma ferramenta estratégica que pode e deve ser utilizada de forma constante e contínua para revalidações e melhorias internas.
     

  • Ao formatar uma ideia de negócio de impacto em estágio inicial, ao revisitar o modelo proposto para promover revalidações e melhorias internas, ao iniciar um processo de transição de sua organização para uma lógica de negócio de impacto, ao avaliar a robustez de um negócio de impacto de um ponto de vista externo, etc.

QUANDO USAR

Realizadores: